‘Crepúsculo’ de Stephenie Meyer acusado de plágio: uma análise mais profunda

15 de agosto de 2009

78

Porque o caso de plágio de Jordan Scott é uma vergonha.

Rachel Donalson, jornalista do Reino Unido, do The First Post relata que Stephenie Meyer, autora da incrivelmente popular série de romance de vampiros, foi acusada de plágio em seu romance ‘Amanhecer’. O jovem autor americano, Jordan Scott, de 21 anos, reivindica que Meyer roubou passagens de seu romance The Nocturne.

TMZ obteve uma cópia da carta de notificação dos advogados de Scott. A carta visa esclarecer as passagens semelhantes e trás lado a lado páginas de partes dos dois livros.

Todo o plágio e a alegação de violação de direitos autorais são totalmente infundados e amadores. Leia abaixo para uma análise mais profunda.

1. O romance de Scott nunca foi publicado. Foram publicadas algumas partes na internet em 2006.

Os advogados de Scott alegam que Meyer teve acesso à internet, então ela deve ter lido online. Isso parece verdade para alguém? Pergunto-me se mais que um punhado de pessoas leu The Nocturne antes dessa acusação de plágio, o que nos leva ao número 2.

2. Jordan Scott e seus advogados estão simplesmente procurando publicidade e pessoas para ler o livro. Eles não estão nem pedindo indenização monetária.

Scott e seus advogados alegam que eles eventualmente prestarão queixas na corte federal em breve. Porém, eles declaram que não querem indenização monetária, apenas o consentimento de os direitos autorais foram violados e a paralisação da produção do filme. Isso nos revela que eles podem nunca prestar queixa e claro que eles não querem indenização monetária. Eles receberam tanta publicidade gratuita para o livro de Scott que é ridículo. Quem você acha que vazou a carta de notificação para a imprensa?

3. O caso de plágio por si só é fraco. O livro de Scott é sobre um feiticeiro na França medieval.

As partes lado a lado na carta não são muito parecidos. Algumas das cenas e palavras são um pouco similares, mas nada perto de violação de direitos autorais. De acordo com o U.S Copyright Office, violação de direitos autorais ocorre apenas se duas obras são “substancialmente similares”. Não teria como esse caso se encaixar nesse critério. Os dois livros contêm cenas similares, mas isso não significa plágio.

4. Os advogados de Scott são citados falando “Os fãs tem que ler os dois livros e decidir por si próprios.” Eles estão vergonhosamente divulgando o livro.

Scott e seus advogados não querem essa ação nos tribunais. Eles simplesmente querem que você leia seu livro e compre seus trabalhos. Contudo, o plano é impiedoso, Maquiavélico e maldoso. Não pense nem por um minuto que eles não têm um plano mestre.

Palavra final

Jordan Scott e seus advogados estão indo na filosofia “qualquer publicidade é bem vinda”. Todo artista apresenta um dívida com um artista anterior. Porém, há uma grande diferença entre artistas com trabalhos de gêneros similares e roubar as palavras ou idéias inteiras de outro artista.

Anúncios

2 Respostas to “‘Crepúsculo’ de Stephenie Meyer acusado de plágio: uma análise mais profunda”

  1. Karla Says:

    O que as pessoas não fazem por dinheiro?
    Porque oque eles querem parece não ser indenização, mas querem chamar a atenção para o livro dele, o que o tornará conhecido e trará fama e oque? O dinheiro…
    Fora que Stephenie foi acusada da racismo também. Mais uma vez, o que as pessoas não fazem por dinheiro?


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: