Visita ao Set de Lua Nova, Primeiro Dia: Volturi de Crepúsculo Revelados

23 de julho de 2009

https://i1.wp.com/3.bp.blogspot.com/_lMqVwRYjA1w/SXt6zO617uI/AAAAAAAADrE/_FoWMx1ppE8/s320/dakota.jpg

Dê uma olhada detalhada em primeira mão nos novos vilões de Crepúsculo: Lua Nova na Primeira Parte do relatório do RT sobre set de Lua Nova.


O Rotten Tomatoes visitou o set de A Saga Crepúsculo: Lua Nova em Vancouver, onde nós observamos a filmagem de cenas cruciais da seqüência fictícia romântica, incluindo a aparição em primeira mão dos Volturi, a convenção Italiana de vampiros da franquia. Reunimos toneladas de matérias com entrevistas e observações detalhadas durante nosso tempo no set, incluindo conversas com personagem de adoração de Lua Nova, Taylor Lautner (Jacob), o líder dos Volturi Michael Sheen (Aro), a vilã dos cabelos de fogo Rachelle Lefevre (Victoria), a roteirista da série Melissa Rosenberg, o produtor Wyck Godfrey, o coordenador de dublês JJ Makaro, e membros da nova guarda dos Volturi.


Nossa entrevista completa no set virá mais tarde (procure pelas mesma nas nossas quotas semanais, começando na próxima Segunda), porque por agora, eu irei entrar fundo – usando meu conhecimento extensivo (e quase obsessivo) dos livros – para responder a algumas questões importantes:


– Com um novo diretor, fãs onipresentes e o enorme sucesso de Crepúsculo, como é a atmosfera nos set?


– Como os Volturi se parecem?


– O quão fiel Lua Nova será ao romance de Stephenie Meyer?


No Segundo Dia da nossa visita ao set, fizemos mais perguntas: O diretor Chris Weitz (The Golden Compass, About a Boy) resolveu os problemas enervantes que surgiram no primeiro filme de Crepúsculo? (Maquiagem dos vampiros e dublês, estamos olhando para vocês). Como Weitz irá colocar Edward o bastante dentro de Lua Nova? (E, a pergunta inevitável: Robert Pattinson é realmente tão bonitão pessoalmente?) Finalmente, o quão bom pode ser Lua Nova?


Visita ao set de Lua Nova, Primeiro Dia: Volturi de Crepúsculo Revelados


Primeiro Dia: A produção já tinha passado da metade quando chegamos no set na Film Studios Vancouver em Amio, onde A Saga Crepúsculo: Lua Nova – ou antes, o Untitled Sports Movie, seu título de trabalho secreto – estava a semanas distante de sua conclusão. Cenas mostrando Jacob Black e o bando de Lobos já tinham sido filmadas em sua maioria. A produção estava reservando a semana seguinte para fazer a última parte da filmagem em Montepulciano, Itália, onde Bella irá fazer sua corrida fatal ao longo da praça da cidade para impedir Edward de cometer o último sacrifício. O tempo instável forçou algumas mudanças de última hora na agenda de filmagem, mas daremos uma visão rápida que alguns observadores tinham visto: a revelação dos Volturi de Lua Nova.


Por dentro, uma larga cena estava decorada em detalhes meticulosos como a câmara interna dos Volturi, os vampiros italianos anciões que governam o mundo vampiro e que aparecem nos segundo, terceiro e quarto livros do Crepúsculo. A sala central dourada na caverna subterrânea, escondida, de acordo com o livro, em túneis embaixo da cidade de Volterra, Itália, é uma sala circular ornamentada e refinada com 9 metros de altura, o que lhe dá um ar rígido, pontuada com um piso de maravilhosos azulejos de mármore e inscrições em Latim.


Em um exemplo de passagem, comemorando a “história” da raça vampira em Latim, lê-se “liberte te ex inferis” – traduzido, “Salve a si mesmo do Inferno”, (Coincidentemente, a mesma frase está também inscrita na porta de acesso aos explosivos em Lost). Detalhes como esses dão um sentido verdadeiro ao fato de que a história – mesmo que ficcional, de vampiros – é escrita dentro da bem arquitetada sede dos Volturi.


A parte central da câmara guarda três tronos – como cadeiras, pertencentes aos líderes Volturi, Aro (Michael Sheen), Marcus (Christopher Heyerdahl) e Caius (Jamie Campbell-Bower). Aguardando em atenção estão todos os guardas dos Volturi, todos vestidos vagamente com adornos de estilo europeu – cores escuras, fileiras exatas e em uma ordem seguida pelos períodos dos estilos.


No meio disso tudo, os novatos de elenco Cameron Bright (que interpreta o fisicamente poderoso Alec), e Dakota Fanning (representando a sádica gêmea de Alec, Jane) estavam ensaiando algumas tomadas de reações (para cenas que ainda não tinham sido gravadas!) antes que o dia deles acabasse cedo, ostensivamente devido aos direitos trabalhistas das crianças.


As atenções caíram particularmente sobre Fanning, vestida em um vestido vintage branco e suave, uma capa de veludo escura, e Mary Janes. Seu cabelo loiro preso em um coque, com pele pálida, lábios escarlates e maquiagem escura nos olhos, ela tinha a aparência da história de Chapeuzinho Vermelho – embora única com olhos vermelho-sangue e ar misterioso e assustador. “Ela é imune a todos nós”, Michael Sheen como Aro meditou, instruindo sua guerreira a lançar seus poderes indutivos de dor em Bella. “Podemos, Jane?”.


Com um rápido relance, os olhos de Fanning se acenderam. Ela virou seu rosto na direção de Bella/Kristen Stewart, e lhe deu um sorriso discreto e cruel. Bom, uma sugestão de sorriso, na verdade. A tensão estava evidente, naquele pequeno movimento eu estava preso a Fannin – com 15 anos de idade, uma das veteranas dessa temporada de Lua Nova – e sua habilidade de transmitir uma malícia autêntica. No filme, você a verá fazer Robert Pattinson ficar de joelhos, e você poderá, até mesmo, gostar disso.


O fato de Fanning ter provocado uma impressão dessa maneira com tão pouco foi, bom, impressionante. Em contraste, Cameron Bright, outro jovem ator dessa temporada, cujos créditos incluem X-Men 3, Obrigado por fumar, e as tomadas arrepiantes O Enviado e Birth, não faz nada, senão ser o gêmeo de Jane e o guarda companheiro dos Volturi, Alec. (Tristemente, isso provavelmente vem da presença de Alec, ou uma carência disso, no livro). Mas Bright está saindo de seus papéis infantis, então, quando a filmagem de Amanhecer virar realidade, esperamos que a parte dele faça jus.


Por sua vez, a verdadeira estrela dos Volturi é Aro. Michael Sheen, que ironicamente interpretou o lobisomem que odeia vampiros Lucien na série Anjos da Noite, é uma adição sensacional ao elenco. Vestido em um terno italiano fino, de aproximadamente 1980, Aro usa seu cabelo em um rabo de cavalo liso e usa colares dourados. O Aro dele é um vilão sinistro, acolhedor por fora, mas claramente calculista, imprevisível e antipático.


“Eu amo o fato que nos livros da Stephenie todos esses vampiros são lindos e isso [e o que atrai as pessoas para suas armadilhas” explicou Sheen entre as cenas. “E ainda, o Aro não é assim, ela descreve o Aro como se ele não fosse desse jeito. Eu gosto da idéia que sua voz é o que seduz as pessoas ou o seu jeito, mais do que sua beleza – porque sua aparência é estanha e assustadora”


“Eu tentei ir por esse caminho e faze-lo maravilhar as pessoas, a sua voz é gentil e doce – e ainda tem algo misterioso sobre ele”.


Foi uma única palavra que deu a Sheen a inspiração para fazer Aro. “Eu li e reli varias vezes essa pequena parte do livro porque ela fala de tudo – descreve sua voz como sendo acalentadora – e isso me deu a idéia de faze-la doce e delicada”


Essa delicadeza falsa que faz o Aro de Sheen ser tão eficiente. Nós assistimos a cena crítica de Lua Nova na qual acontece o encontro, quando Edward e Alice são forçados a levar Bella até o ninho dos Volturi para conhecer Aro e os outros pela primeira vez.


“Que surpresa feliz! Bella está viva” exclama Sheen, percebendo o olhar temeroso de seus novos convidados. Ele se aproxima do trio de braços abertos querendo cheirar o “doce” sangue de Bella e “ler”a mente de Edward. Os olhos de Sheen se arregalam com a descoberta.


“ Voce não consegue ler os pensamentos da Bella” ele anuncia abruptamente. Sheen se volta Stewart, com um olhar curioso. “Eu gostaria de ver se voce é uma exceção ao meu poder também. Você me daria essa honra?”


Bella exita olhando nervosamente para Edward antes de oferecer sua mão a Aro. Depois de um momento Sheen dá uma grande gargalhada de surpresa. Aro não consegue “ler” Bella, uma anomalia que o agrada e o deixa perplexo ao mesmo tempo. “Interessante” diz ele. “Eu não vejo nada eu imagino… veremos se ea é immune a todos os nossos poderes, ok Jane?”


É claro que a “Jane” não está presente. A Dakota Fanning já foi para casa, suas cenas foram filmadas fora da seqüência. Weitz brinca com a cena mais algumas vezes antes de encerra-la com um educado, “Corta. Obrigada”.


Atrás do palco, rodeada de câmeras a autora Stephenie Meyer e a roteirista Melissa Rosenberg estavam assistindo as cenas. Elas dão risada do Aro maníaco feito por Sheen. Elas falam sobre como maléfica e linda a Fanning parece na tela. Mais tarde, Rosenberg nos conta o que achou da filmagem.


“Eu já escrevi varias horas de televisão” come;a ela. “Eu quase sempre fico desapontada, não por causa de não ter ótimos diretores, mas porque você fica com aquilo que vê na cabeça sabe? Um diretor não consegue fazer fisicamente o que esta na minha cabeça porque isso não é fisicamente possível”


Mas em relação as cenas dos Volturi que acabamos de observar, a Rosenberg parece quase surpresa. “Ai meu Deus, é fantástica” gritou ela. “O elenco é fenomenal”


No set, eu senti que a produção de Lua Nova estava se movendo mais rapidamente que o normal. Isso faz sentido, já que Weitz tem uma agenda muito apertada para filmar e editar o filme, já que logo começam as filmagens de Eclipse sob a direção de David Slade. Então de acordo com o cronograma as filmagens pulam para frente e para traz com cenas completamente espaçadas, j[a que mudamos da cena dos Volturi para a rua de Port Angeles, onde a Bella verá visões de Edward tentando salva-la do perigo iminente.


Robert Pattinson ficou pacientemente na frente de uma tela verde enquanto Weitz ensaiava os movimentos para filmar as alucinações de Bella. Uma grande pista para a câmera tinha o tamanho do palco, provavelmente para usarem técnicas de filmagem para criar a aparição desorientadora de Edward. Uma câmera controlada por controle remoto se movia para capturar as falas de aviso de Pattinson.


Em uma estação de computadores perto do palco, os técnicos chamada uma cena que já tinha sido filmada. A Bella está em uma rua escura, subindo em uma moto, e a aparição de Edward foi transposta no fundo da tomada, e os efeitos especiais serão colocados depois para incrementar a cena. Como exatamente o efeito vai parecer ainda não sabemos.


“Nós estamos ainda na fase de descobrir como o Edward e os outros vampirps vão ficar quando aparecem na luz do sol, o efeito diamante” nos contou Weitz pelo telefone. “E também o efeito alucinatório que a Bella tem quando ouve a voz do Edward e o imagina lá”


A aparição de Edward como uma alucinação é uma ótima solução a severa (alguns podem dizer trágica) falta de Edward no livro. Quando a Bella se encontra em situações perigosas no livro, ela só ouve a voz de Edward. No filme, nós vamos poder vê-lo também – uma adaptação quase necessária, considerando o quão pouco Pattinson apareceria em Lua Nova


Lua Nova é muito internalizado” explicou Rosenberg. “Tem acontecido muitas conversas sobre como Edward e os Cullen não são partes centrais de Lua Nova, mas na verdade eles são. Certamente, o Edward está muito vivo na mente de Bella durante o livro. E como leitor você sente sua presença, ele ajuda a conduzir a história”.


Ela continuou: “É difícil fazer isso em um filme, você tem que achar a presença dele e traze-la sem ter pensamentos em balões constantemente. E eu acho que a solução que nós achamos vai satisfazer os fãs. Ela mantém o tom do livro, então será interessante… eu acho que os fãs vão se sentir satisfeitos com o que estamos fazendo. Primeiro porque é fiel ao livro, e segundo porque ver mais do Edward não pode ser ruim”.


Como no primeiro filme, algumas mudanças são necessárias para o filme. A filosofia de Rosenberg é que desde que a experiência de que vai assistir seja a mesma, o livro de Meyer foi fielmente adaptado.


“As coisas tem que ser mudadas de um lugar interno para o externo, para a realidade visual” diz ela, “Então tem muitas coisas que eu mudei. Mas desde que atinja a experiência emocional, eu acho, que vai ressoar do mesmo jeito. Com o Crepúsculo foi a mesma coisa. Muitas coisas do livro não entraram no filme, porque nós atingimos o emocional durante todo o tempo, você teve a mesma jornada do livro com os personagens do filme, e isso é o mais importante em uma adaptação; você tem que levar seu publico em uma mesma jornada emocional, assim como eles fazem no livro e com isso todos terão as mesmas experiências.”



Visita ao set de Lua Nova, segundo dia: Dor de Robert Pattinson, e o desejo secreto de Lautner


Na primeira parte da nossa reportagem sobre o set de filmagens de Lua Nova, o RT foi um dos primeiros a ver os Volturi que serão introduzidos no filme A Saga Crepúsculo: Lua Nova. Nós trouxemos para vocês uma descrição detalhada das câmaras subterrâneas dos Volturi, contamos a vocês sobre como a Dakota Fanning e o Michael Sheen vão ficar nos personagens de Jane e Aro, e descrevemos a reação positiva da roteirista Melissa Rosenberg ao ver a Bella conhecendo os Volturi pela primeira vez.


Hoje, estamos felizes em anunciar nossas “Segundas feiras Lua Nova” com a segunda parte de nossa reportagem no set de Lua Nova. Leia os detalhes (inclusive observações no set de Kristen Stewart, Robert Pattinson, do diretor Chris Weitz e nossa conversa com Jacob Black em pessoa, Taylor Lautner) e continuem checando toda semana para novas colunas, noticias e entrevistas sobre Crepúsculo!


É possível que seu navegador não suporte a exibição desta imagem.


Quando a Rotten Tomatoes chegou ao set de A Saga Crepúsculo: Lua Nova para um segundo dia de observações no palco dos Volturi, as filmagens de uma cena importante já estavam acontecendo. Nos prometeram que veríamos trabalhos com cabos de aço, então imediatamente eu achei que uma cena de luta estava pendente. Será que veríamos Edward (Robert Pattinson) ser jogado pelo guarda dos Volturi, Felix? Já que o ator Daniel Cudmore (Colossus de X-Men 3) foi visto no set no dia anterior, folheando revistas entre as cenas.


Talvez uma cena de luta entre Edward e Felix já tivesse sido filmada, mas não enquanto nós estivemos no set. No meio da Câmara dos Volturi, o cenário era parecido com o do dia anterior: Bella (Kristen Stewart), Edward (Pattinson) e Alice (Ashley Greene) estavam encarando os Volturi, Aro (Michael Sheen), Jane (Dakota Fanning) e Alec (Cameron Bright). Na cena Edward corre para impedir Aro de testar seus poderes na Bella, e sofre uma dor horrível conseqüência do poder de Jane. Foi uma cena difícil, o set estava muito quieto, tirando o som do corpo de Robert batendo no chão em cada tomada.


Enquanto o primeiro filme usou muitos cabos de aço para alcançar os movimentos dos vampiros correndo e subindo em arvores sem esforço nenhum (um efeito criticado pela falta de realismo), aqui os cabos são usados de uma maneira diferente. O coordenador das cenas de ação JJ Makaro parou um pouco para conversar e disse que a equipe estava trabalhando duro para fazer as cenas de ação parecerem mais realistas.


É possível que seu navegador não suporte a exibição desta imagem.


“Nós temos trabalhos com cabo de aço, mas estamos evitando usar-los demais”, explicou ele. “Nós não queremos chegar ao estilo de Hong Kong – coisa voadores que você vê toda hora, vampiros pendurados no ar e coisa assim. É difícil porque cabos são cabos e o problema com eles é exatamente esse. Elem flutuam. Então estamos nos esforçando para achar o equilíbrio que nos da o suficiente para fazer o sobrenatural mas sem exageros”.


Pattinson usou um hobby vinho escuro com capuz, seu peito estava exposto. E sim, estava sem nenhum pelo e como um alabastro, assim como Meyer escreveu. As garotas vão desmaiar. Greene ficou ao seu lado, vestindo um hobby listrado branco e cinza e luvas vermelhas. Stewart ficou entre os dois usando uma calça jeans, uma camiseta de mangas curtas e tênis.


Enquanto Pattinson corria, os cabos presos em sua roupa o puxavam para trás no momento do ataque de Jane – um dor invisível psicossomática – o atingia. Ele fazia caretas de dor enquanto a câmera dava um close, seus músculos do pescoço se esticando com sucesso. Finalmente ele caiu de joelhos antes de desmaiar no chão com um barulho alto.


Atrás do palco, Meyer e a roteirista Melissa Rosenberg estavam sentadas juntas concordando uma com a outra sobre a aparência da cena nos monitores.


Um problema: os fios que seguravam o hobby de Pattinson eram muitos e ficariam visíveis no filme. A equipe teve que resetar e filmar de novo. Boom. Nós começamos a admirar o comprometimento do Pattinson.


É possível que seu navegador não suporte a exibição desta imagem.


A equipe imediatamente começou a ensaiar a próxima tomada, na qual a Bella pede para jane parar de atacar Edward. Enquanto ela faz isso, Alice corre para o lado de Edward para ver como ele está. Aqui as coisas ficaram interessantes.


Enquanto ela ficava quieta durante os ensaios (alguns podem até interpretar seu jeito como entendiada, uma fato que gerou risadas dos que estavam assistindo), Stewart mudou quando começaram a gravar. Depois de dar leituras sarcásticas, ela deixou a emoção tomar conta quando estavam filmando.


“Parem! Por favor, parem de machucá-lo! Tentem isso comigo!”


Durante essa cena em particular, por alguma razão em particular, um assistente de direção nos chamou de lado. “Todos os convidados saiam do set”, ele gritou, dirigindo seu comando para nossa equipe. Nós saímos do set. O que exatamente aconteceu naqueles dez minutos só a equipe e o elenco de Weitz sabe, mas logo nós voltamos para dentro e a cena ainda estava sendo filmada.


É possível que seu navegador não suporte a exibição desta imagem.


Stewart estava linda tomada após tomada. A repetição era fascinante de ouvir, a atriz de 19 anos parecia abrir uma veia em cada tomada, e então ficava quieta. Ou ela pedia uma direção para o Weitz ou se contentava em dar risada. A tensão da cena sempre brilhava quando Weitz falava “Corta” – um dos atores dos Volturi ajudava Robert a se levantar, ou a Stewart saia de perto (depois de uma tomada Pattinson se virou para Greene e falou brincando “Parece que eu estou com dor?”)


Assistir os monitores revelava as camadas da atuação de Stewart. Stewart que agora tem uns 20 filmes na carreira é uma artista emocionante, a angustia está praticamente escrita em seu rosto. Desinteressada ou não durante os ensaios, Stewart tem uma inigualável intensidade em sua atuação. Mas nas entrevistas, ela e seus companheiros de filme estão cercados de perguntas de fofocas; por que não perguntar a ela sobre sua verdadeira vocação? Nós teríamos dado essa chance, mas infelizmente Stewart e Pattinson estavam indisponíveis para entrevistas, e nós tivemos que assistimos a uma certa distância.


Mas nós conseguimos falar diretamente com um dos lobos deliciosos de Lua Nova…


É possível que seu navegador não suporte a exibição desta imagem.


Enquanto Stewart e Pattinson estavam filmando suas cenas pesadas com os Volturi, nós encontramos com Taylor Lautner. Em um ato de graça, ele veio até o set só para falar conosco! Vestido casualmente e usando um par de tênis Rebook Reverse (esse elenco adora seus sapatos), Lautner começou descrevendo seu trabalho físico que teve de adotar para manter o papel do Quileute adolescente, Jacob Black.


“Bem, eu tive que levantar um pouco de peso”, explicou ele com uma risada. “Enquanto filmava Crepúsculo eu sabia que o personagem de Jacob se transforma, não só emocionalmente e mentalmente, mas também fisicamente. Então imediatamente, no dia seguinte das filmagens eu fui para academia e comecei a comer muito – comida boa – tentando ganhar alguns quilos. E aqui estou 14kgs mais pesado!”


Lautner entende que a transformação de Jacob em Lua Nova não ocorre somente enquanto ele se transforma em logo, mas também é refletida no jeito que ele se entende por gente. Procure por um Jacob Black muito mais confiante, com uma presença física maior e mais forte.


“A maior coisa sobre Jacob é que antes da transformação ele é descrito como desastrado”, diz ele. “Ele tropeça em seus próprios pés, ele é uma criança. E então quando ele se transforma de repente se torna muito ágil. Então… todos os meus movimentos, até mesmo os simples como andar, tiveram que ter mais presença”.


Quando perguntado sobre o quanto de “Lua Nova” ele aparece sem camisa, ele fez questão de não contar demais. “Eu diria que o mesmo que o livro”, então disse “Eu não vou te dar uma porcentagem específica, mas uma coisa ótima sobre essa série e os filmes é que nós somos fieis aos livros. Então se você ler os livros você vai saber como o filme será”


Ele admitiu que teve seu corpo escaneado para as cenas computadorizadas, apesar que conforme o filme progride, Lautner planeja crescer mais fisicamente para refletir o crescimento continuo de Jacob nos livros. “Eu vou tentar engordar mais uns 5kg” Vou ver o que posso fazer, mas vou trabalhar bastante”.


É possível que seu navegador não suporte a exibição desta imagem.


Fãs que pertencem ao Team Jacob devem se acostumar a ver Latuner sem a marca registrada de Jacob, seu cabelo comprido do primeiro filme. “O cabelo comprido é definitivamente uma peruca”, afirmou ele com uma risada. “Eu acabei meu trabalho com a peruca alguns dias atrás, isso foi maravilhoso. Toda a equipe aplaudiu. Eu fiquei muito feliz. Eles falaram tipo ‘Então você quer ficar com ela?’ E eu disse ‘Se vocês a derem para mim, eu provavelmente vou queimá-la’.


O sucesso do primeiro filme Crepúsculo veio como uma surpresa para Lautner e seus colegas de elenco assim como foi para o público. Dessa vez eles tem uma atitude diferente, “Para o primeiro filme, nós não tínhamos idéia que estávamos fazendo um grande filme, nó só sabíamos que estávamos apaixonados pela serie e queríamos fazer um bom filme.” Disse Lautner.”Mas não sabíamos que todas as pessoas iriam se apaixonar pelo filme e que seria tão grande como foi. Agora, estamos no “Lua Nova” com um pouco mais de pressão, mas estamos tentando esquecer isso e ficar focados no que precisamos fazer.


O elenco de Crepúsculo se deu bem com a grande diretora Catherine Hardwicke, mas Lautner é rápido ao elogiar seu novo diretor, Chris Weitz. “O que eu amo sobre o Chris é que o set é muito calmo e nos divertimos muito fazendo o filme.”, explica ele. “Então você senta e olha os resultados acontecendo e está maravilhoso até agora. Eu estou tão excitado para ver. E você vê o que está acontecendo e fica tipo “Como nós estamos tendo um tempo tão gostoso, relaxado fazendo esse filme, e está ficando desse jeito?” Ao mesmo tempo as conversas com Catherine – ela se identificava muito com agente. O Chris também. Os dois são diretores muito talentosos, e estou grato pela oportunidade de trabalhar com os dois.”


A pré produção já esta sendo feita para o terceiro filme da série Crepúsculo, Eclipse. O diretor David Slade visitou o set de Lua Nova em Vancouver para conhecer Weitz, e foi quando acidentalmente Lautner foi apresentado para seu futuro diretor. Ele explicou:


“Eu estava no meio de um ensaio de uma cena de ação, e ele apareceu com o Wyck, um dos nosso produtores, e o Wyck estava tipo “Ei, esse é o David” E isso foi naquela época que ele ainda não estava escalado para o filme e eu não tinha idéia de quem ele era. Então de repente ele começou a por essas “mãos de câmera” no meu rosto “É, eu acho que esse seria um bom ângulo” E eu pensando “O que ele esta fazendo? Então finalmente, enquanto ele ta fazendo isso, Wyck diz “Oh, eu deveria te dizer quem é ele. Esse é o David Slade. Ele provavelmente vai fazer o Eclipse”.


É possível que seu navegador não suporte a exibição desta imagem.


Lautner falou sobre qual poder ele gostaria que Jacob tivesse além de se transformar em lobo. Sua resposta foi conflitante, mas muito certa para os esperançosos com o casal Bella e Jacob.


“Eu quero roubar um dos poderes do Edward”, disse ele. “Mas eu sinto que estou traindo o Jacob se eu disser isso… Bem eu gostaria de ler a mente da Bella”.


Enquanto nós terminávamos alguém disse a Lautner que muitos fãs estão esperando ansiosamente a cena do primeiro beijo entre Jacob e Bella.


“Sim, eu também”.

Fonte: Twilight Team

Anúncios

Uma resposta to “Visita ao Set de Lua Nova, Primeiro Dia: Volturi de Crepúsculo Revelados”

  1. Marcos Matheus Says:

    Poow legal.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: