Peter Facinelli: Nós não sabíamos que Crepúsculo iria explodir desse jeito!

11 de junho de 2009

https://i2.wp.com/www.cosmopolitan.com/cm/cosmopolitan/images/cos-peter-facinelli-de-79341376.jpg

Mesmo que você não tenha visto Peter Facinelli em seu papel revelação em Mal posso esperar, não deu uma olhada em seu tempo de A Sete Palmos, não o pegou em Fastlane e pulou sua participação em Damages, você sem dúvida viu o ator interpretar Dr Carlisle Cullen em Crepúsculo. Até meu Bubbie alugou esse!
Esta noite, Peter escorrega de volta ao jaleco como o Dr. Fitch Cooper, em Nurse Jackie e a luta com Edie Falco é apenas a primeira razão do porque você deve checar essa deliciosa, demente e negra comédia. Depois de experimentar a mão agarradora de Coop, uma orelha corada e mais pílulas que uma noite de sábado em Hollywood, você estará viciado!
A última fez que eu falei com Peter, Crepúsculo estava pra ser lançado, e agora – menos de um ano depois – ele está trabalhando na sequência. Nós conversamos sobre as pressões envolvendo a produção de Lua Nova, o que o trouxe de volta a TV e porque ele é a melhor celebridade para ser perseguido e localizado.
PopWrap: Você estava querendo voltar para a TV?

Peter Facinelli: Eu não estava, tinha acabado de terminar a filmagem de Crepúsculo e eu queria fazer mais longa-metragens, mas quando eu escutei que Edie Falco estava ligada a isso, minhas orelhas se levantaram – então eles me enviaram o roteiro e pensei que era realmente bom. Diferente de qualquer outra série de TV.
PopWrap: Seus shows para a televisão realmente saltam por toda a parte. Qual de suas séries é mais parecida com o que você assiste?

Peter: Bem, eu fiz Fastlane porque eu cresci assistindo Dukes of HazzardA Sete Palmos e Damages porque a atuação era tão poderosa, era um desafio como ator trabalhar em oposição a essas pessoas. E Nurse Jackie é divertido para mim, porque eu não sou grande fã de shows médicos.

e era como ser uma criança em uma loja de doces. Então eu fiz
PW: Não?

Peter: Eu não os assisto – Eu nunca vi Grey’s Anatomy ou E.R.. Eu simplesmente não fui atraído a eles como espectador. Por isso eu estava tão surpreso em quanto eu gostei desse roteiro. Mas é por causa de seu núcleo, Nurse Jackie é sobre relacionamentos. Eu também gostei da idéia de ver esse mundo através dos olhos de uma enfermeira. Eu estive o suficiente em hospital com meus filhos para saber que eles são os que fazem o trabalho operário. Doutores apenas investem. Eu gosto que nós consigamos contar a história deles.
PW: Seu personagem sofre de um problema psicológico muito bizarro (ele agarra mulheres quando está nervoso). Nós iremos descobrir se esse é um problema legítimo em algum momento?

Peter: Sim, essa é a pergunta que eu tive que fazer aos roteiristas porque eu tive que descobrir essa informação para poder atuar. Eu precisava saber se era real ou uma mentira também – eu sei a resposta, mas eu ainda não direi. Mas você irá descobrir depois se ele está apenas inventando essa aflição como desculpa para agarrar peitos ou não.
PW: Como você vê o Dr. Cooper?

Peter: Ele é engraçado para mim – Eu gosto de interpretar personagens que podem ser vistos como escrotos. Mas no final do dia, ele não é, e eu nunca iria interpretá-lo como um. Para mim, Coop é muito compreensivo e eu acho que durante a temporada você verá isso. Ele quer que todos gostem dele e não entende porque eles não gostam.
PW: Você deixaria o Dr. Cooper te tratar?

Peter: Você sabe, a coisa mais estranha sobre Coop é que ele é um bom doutor, mas depende do dia da semana (risos). Ele pode tanto te curar do câncer ou te matar quando você entrou apenas com uma dor de ouvido.
PW: Seu relacionamento com a enfermeira Jackie é muito complicado, quase precipitado.

Peter: Sim, ele tem essas inseguranças intensas, mas não quer que ninguém saiba – então ele coloca uma fachada. E o que é interessante é que Jackie vê bem dentro dele, é como se ela soubesse minha identidade secreta, então eu tenho que mantê-la perto.
PW: Pelo segundo episódio, eles parecem estar amigáveis, eles continuam a se aproximar?

Peter: Sim, aquilo cresce, mas eu acho que eu sempre irei chateá-la. Eu sempre vejo o Dr Cooper como um cãozinho que está abanando seu rabo e pulando em todos, mas acontece que ele está em uma sala cheia de pessoas que odeiam cachorros. Mas, pode ser que haja algum romance para Jackie e Coop na estrada, então se ligue para isso!

PW: Como é trabalhar com Edie?

Peter: Eu tenho um respeito imenso por Edie, e eu sei que Coop faz pela Jackie, então há um paralelo aí – a diferença, eu espero, é que Edie gosta de mim (risos).
PW: A última vez que conversamos, você estava envolvido na produção de Crepúsculo, como as coisas estão indo com a sequência?

Peter: Eu senti nesse um pouco menos de pressão porque todos conheciam seus personagens. Houve menos questionamento no set sobre o que nós estávamos fazendo – nós confiávamos que existia uma base de fãs do lado de fora. Nosso principal trabalho no primeiro era fazer um bom filme para os fãs… nós apenas não sabíamos que iria explodir daquela maneira. Então eu acho que nós carregamos aquele sentimento para o segundo filme. Mas saber agora que existe uma base de fãs maior, nós sentimos alguma pressão para equiparar e superar o primeiro filme.
PW: Bem, o assunto em voga – escapadas européias – faz do filme grande em sua essência, certo?

Peter: Definitivamente se sente como um filme maior. O primeiro parecia mais um filme indie, esse parece mais um blockbuster de verão. Crepúsculo era mais intimidante em alguns aspectos porque você tinha uma equipe menor e estava trabalhando contra o relógio, mas com Lua Nova há muito mais pessoas em torno e a comida é melhor.
PW: Existe uma sensação de olhos bisbilhoteiros no set agora que você sabe quantas pessoas estão obcecadas com o filme?

Peter: Eu não presto muita atenção realmente ao rebuliço, mas você não consegue deixar de notar. Eu fiz muitos filmes e nunca tive esse tipo de resposta dos fãs. Você ganha gritos algumas vezes, mas com esse, você entra em uma sala cheia de fãs gritando – é como fazer parte dos Beatles. Está além das minhas expectativas.
PW: Você teria sido capaz de lidar com essa atenção na idade de Kristen Stewart?

Peter: Eu acho que tanto Kristen quanto Robert (Pattinson) tem feito um trabalho fantástico, e algumas vezes eu não sei como lidar com isso agora. É muita pressão sobre todos nós, simplesmente estar jantando pode se tornar uma sessão de autógrafos. Eu estou constantemente em essas situações que nunca estive antes, mas sou sempre grato pelos fãs estarem aí, então eu tento seguir meu caminho tendo certeza de que eles sairão com um sorriso porque eu me lembro de ser fã quando eu era mais novo. Quando eu conheço pessoas eu sempre tento me colocar em seus lugares e pensar, quanto irá machucar se eu não der aquele autógrafo?
PW: Esse deve ser um momento bem divertido para você?

Peter: Eu sempre fui grato — Eu tenho uma linda mulher e família. Eu tenho trabalhado por 15 anos, o que é sucesso o suficiente porque algumas pessoas têm fama imediata e depois desaparecem, nunca são ouvimos falar delas novamente. Eu planejo estar nisso por um longo período de tempo, então se eu puder ter longevidade ao invés de uma ascensão repentina à fama depois uma queda, eu aceito!

Fonte: Twilight Team

Anúncios

Uma resposta to “Peter Facinelli: Nós não sabíamos que Crepúsculo iria explodir desse jeito!”

  1. barbara estela Says:

    peter facinelli é o cara mais lindo do filme,e eu gostaria que o carlisle me adotasse tambem adoraria ser uma cullen…
    rsrsrs
    adoro a saga!
    bjo p/ todos


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: