Tradição dos nativos americanos de Crepúsculo e as Lendas Quileute de Lua Nova

16 de maio de 2009

tatoo

Tatuagem dos lobisomens de Lua Nova.

A saga Crepúsculo de Stephenie Meyer introduziu uma profunda e histórica camada da história dos nativos americanos em suas populares séries do romance Crepúsculo por uma delicada mistura de fatos e ficção. A tradição dos nativos americanos vem sendo uma fonte de interesse dos antropologistas e historiadores que dedicaram inúmeros livros às histórias de diferentes tribos incluindo tudo, desde a criação de histórias às mudanças de tempo e localização do sol e lua. Crepúsculo trás parte das lendas de La Push da tribo Quileute para uma imensa audiência. A própria La Push é um lugar real e é moradia da tribo Quileute no norte do estado de Washington. Os personagens de Jacob Black, interpretado por Taylor Launter, e seu pai Billy são membros da tribo, assim como um segredo ainda maior que vem sido escondido ao longo dos anos. Na seqüência de Crepúsculo, Lua Nova, Stephenie Meyer permitiu que seus personagens contassem sobre suas próprias histórias a respeito das lendas, especialmente Jacob, já que ele é um foco integral nas camadas de Meyer sobre a história dos nativos americanos.
Embora a história de vampiros versus lobisomens não seja nada nova, o conflito levanta uma interessante questão. Porque escolher esse duelo particular? A própria Meyer afirmou que a saga Crepúsculo é uma história completamente ficcional sobre os clãs de vampiros e sobre o bando de lobos. A única parte que foi emprestada da lenda real dos Quileutes foi a tradição de que a tribo descende de lobos capazes de se converter em humanos. Como a fascinação do vampiro, a história do lobisomem está longe de ser definida. Existem orientações básicas. Por exemplo, que revelam como os lobisomens de Crepúsculo podem mudar na lua cheia ou que bala de prata, similar ao homólogo vampiro, podem matá-los. Na tecelagem de seu próprio tapete criativo de Crepúsculo, usando as duas convenções e sua própria originalidade, Stephenie Meyer deu aos leitores da saga Crepúsculo e aos fãs de Lua Nova uma derradeira batalha, jogando uma criatura sobrenatural contra a outra, ambas com suas forças e fraquezas.
O lobisomem e a história
Embora a tribo Quileute seja dita como descendente dos lobos, existe uma variedade de tribos norte-americanas nativas que têm o mesmo folclore em suas ricas linhagens. A tribo Navajo (também conhecida como nação Navajo), a maior tribo nos Estados Unidos, tem uma lenda que é quase aparentada ao clã de lobisomens na saga Crepúsculo. A versão dos Navajos sobre os lobisomens se origina do “Skinwalker”, que na verdade alcança o poder da mudança de forma. Mas, a fim de adquirirem as habilidades perversas dos mutantes de forma, membros da tribo, como conta a lenda, devem matar um membro familiar. Por sua vez, a lenda Quileute é muito menos pavorosa, visto que dizem que um Skinwalker encontrou um lobo e o transformou em um ser humano, nascendo, deste modo, a lenda.
Em relação a Crepúsculo e Lua Nova, Stephenie Meyer dá um passo adiante explicando em grandes detalhes como Jacob e o resto do clã de lobisomens efetivamente se transformam de humanos a lobos por um ângulo de desordem interna e experiência de transformação. Em Lua Nova, a transformação de Jacob Black é cheia de questões envolvendo dor mental e como a mudança está também ligada ao auto-controle. O que é diferente sobre como a lenda e a tradição esvaecem em Lua Nova considerando a atual transformação, em comparação com outras histórias e filmes baseados em lobisomens, é que o livro vai bem além da transformação visual até um nível intrigante de emoção humana.

Os guerreiros vulneráveis
Embora os lobisomens a muito tempo vêm sendo vistos como monstros vis, A Saga Crepúsculo de Meyer expõe a vulnerabilidade emocional dessas criaturas. Uma vez que o romance Crepúsculo é profundo e romântico por natureza, o que funciona muito efetivamente para a Saga e Lua Nova é que o medo e a intimidação associados aos seus monstros atingem um grau elevado, confrontando vampiro contra lobisomem pelo amor de uma garota. E fazer da Bella Swan uma humana é o mais atraente, uma vez que isso bate de leve em um elemento atemporal de uma história de amor proibida.
Os atores de Crepúsculo Robert Pattinson e Taylor Launter já levam sua atraente aparência física e chame carismático para os filmes de Crepúsculo. Embora Pattinson tenha entrado em Lua Nova relativamente com a mesma forma de Crepúsculo, Launter teve muito mais para provar em Lua Nova, uma vez que trabalhou incansavelmente para ganhar 30 libras de músculo no seu corpo a fim de encontrar os requisitos físicos que Jacob Black suporta em Lua Nova. Curiosamente, ambos Jacob e Edward não são os típicos monstros sedentos por sangue que eles poderiam ter retratado em histórias similares. Em vez disso, ambos brigam contra contra suas naturezas verdadeiramente não humanas, rebelando as mesmas com a ajuda de Bella. Edward é eternamente bonito e elegante, mas mortal. Jacob é notavelmente bonito, mas rancoroso. O conflito deles é muito mais interno do que unicamente publicamente físico, o que adiciona camadas envolventes e interativas à Saga Crepúsculo.

Fatos, Ficção, Lendas e o futuro de Crepúsculo
Não há dúvidas que a saga Crepúsculo gerou incrível, até mesmo fenomenal, enorme interesse entre os fãs, mas também lançou um imenso holofote sobre a cultura dos nativos americanos e as origens das lendas Quileutes. Ao contrário de muitos personagens que são tão fictícios como as histórias que os cercam, a tradição dos nativos americanos, seja segundo a tribo Quileute ou outros, ainda está passando por novas gerações, embora também sejam registradas por antropologistas e historiadores ansiosos por preservar as várias versões de histórias similares. Afinal de contas, os Estados Unidos e o Canadá não existiam a princípio, mas as lendas estavam vivas bem antes das fronteiras serem desenhadas no mapa.
Em Vancouver, a Columbia britânica, onde Lua Nova está cerca de quase enrolar a produção, a tribo Haida da costa de B.C. nas ilhas da rainha Charlotte também tem suas próprias lendas sobre a mudança de forma, cujo centro é sobre ursos ao invés de lobos. Curiosamente, lendas sobre humanos que mudam de forma são também similares às tradições dos vampiros ao longo dos anos e a habilidade de vários sanguessugas de mudar e se transformarem. Contudo, Stephenie Meyer concebeu dois personagens condutores, Edward Cullen e Jacob Black, como heróis surreais ao passo que pincela dentro de histórias similares e lendas do passado para criar uma nova e fresca cena para mostrar suas habilidades sobrenaturais.
Lua Nova desloca um foco visível para longe de Edward e Robert Pattinson e direciona para Jacob e Taylor Launter, que sofre uma preensão emocional, e talvez surpreendente e interessante transformação física. O desafio para o diretor Chris Weitz e a equipe de produção será de como eles conduzirão para criar as transformações mantendo a linha de história do romance Lua Nova.
Uma vez que Stephenie Meyer criou uma nova sensibilidade acerca da cultura dos nativos americanos, Crepúsculo e Lua Nova voltaram um brilhante holofote para as muitas ricas e profundamente intrigantes lendas que existiram por um longo tempo antes dos vampiros Europeus, a principio, se enraizarem nas margens da America do Norte. Em relação à Lua Nova e às lendas dos nativos americanos, Jacob e seu bando de lobos Quileutes devem ficar presos nos fatos a fim de ficar o mais fora possível da ficção. Lua Nova está desafiando a responsabilidade à Taylor Launter. Se Launter conseguir executar a evolução interna do personagem de acordo com o desafio físico, os fãs de Crepúsculo e Lua Nova vão fazer seu dinheiro valer da edição final de Jacob Black e sua transformação.

Créditos: Twilight Team

Anúncios

6 Respostas to “Tradição dos nativos americanos de Crepúsculo e as Lendas Quileute de Lua Nova”

  1. isabella_hyuga Says:

    em crepusculo eu fiquei incrivelmente apaixonada por EDWARD e BELLA,achei que o filme fosse um saco e vi por curiosidade,devo dizer que hoje sou maniaca tanto pelos filmes quanto pelos livros que estou tentando comprar todos.Mas em lua nova como gostei de ler sobre jacob,me apaixnei por ele tbm…chorei quando terminei de ler o livro.
    realmente para bella escolher um deles será dificil porque como eu acho que ela ama os doi….não tem como não amar essas duas coisas lindas ,n?????

  2. sergio black Says:

    muito …. show… crepusculo . familia.. black ..e show

  3. Nessie Says:

    Eu acho q a Bella devia ter ficado com o Jacob, msm q o Ed ( já acustumei chamar todo mundo que tem o nome de Edward de Ed) tenha ido para longe dela por segurança, pois o q ele fez fui desumano( claro neh ele é um vampiro…) deixar ela sozinha…. ai xega o Jack(amo xamar o jacob de Jack^^ )e faz ela feliz de novo – sou suspeita eu amo os lobisomens…. Love Jacob/ Love Seth *-* – olhando por Outro lado, foi bom pq depois da dor imença q o Jack sentiu ele conheceu a Renesmee e entao ficou tudo bem… mas ainda acho que ele devia ter ficado com a Bella!

    Vcs ñ entenderam nd né?

    XD eu quis dizer q tbm sou viciada! Só isso!
    rsrsrsrsrsrsrsrsrsrs

  4. aynara Says:

    olha mesmo que edward tenha ido para longe de bella ele fez isso por amor,mas bem que eu sei que ele ñ devia ter feito isso. eu acho que bella deve ficar edward pois foi ele quem a protegeu esse tempo todo;mesmo que bella ame os dois[porque os dois são perfeitos]eu acho que seria melhor ela ter ficado com edward porque é a que deichou segura tempo todo.[bem isso que euvou dizer n importa para nimguem mas eu também ficaria em dúvida entre edward e jaconb.]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: