Entrevista com Kristen Stewart

3 de maio de 2009

212

Kristen Stewart diz na entrevista para o USA TODAY que não merece todo esse assédio dos fãs , que sua linha de pensamento (ao responder as perguntas) nem sempre segue um caminho direto para resposta e por isso que na maioria das entrevistas as pessoas saem com uma má impressão (dela) – nunca pude conversar com ela, mas só pelos “atos” deu pra tirar uma impressão que está difícil de mudar – , e que as pessoas pensam que a conhecem mas… nem ela mesmo se conhece.

A repórter conseguiu “entender” os pensamentos dela, coisa que outros não conseguiram.

Leia a entrevista abaixo:

SANTA MONIA, Calif. – Costumava ser mais fácil viver uma vida secreta, crescer.

Você podia sair de casa, desaparecer do radar, ter diferentes círculos de amigos e passar aquele tempo escondida, descobrindo quem você é. Agora, cada passo, cada erro, cada mudança na personalidade vai pro Twitter, pro Facebook, Myspace, enviado por SMS e monitorado por elaboradas redes de sites e celulares.

É assim que Kristen Stewart vê. Ela foi impregnada pela baboseira eletrônica quando se tornou uma superstar ano passado (…) em Twilight, o sucesso de bilheteria adaptado das novelas best-sellers.

“Todos sabem quem você é”

“Você está tão conectada às pessoas e elas todas sabem como chegar até você, e todos sabem quem você é tão explicitamente. Eles acham que te conhecem. É tipo ‘Você acha mesmo que me conhece? Eu não me conheço! como você sabe que não sou diferente com outra pessoa? ‘”. Sua voz fica um pouco alta, e ela encosta de novo em sua cadeira.

“Quase torna os segredos mais importantes, as únicas coisas que você realmente escolhe manter pra si mesma”, ela diz discretamente.

Stewart poderia ser um caso de estudo. Sentir-se merecedora de atenção da mídia parece ser uma luta. No começo da entrevista, ela diz ser ruim nisso – falar sobre filmes e ela mesma.

“Sério, eu sou incrivelmente deslocada e parcial”, ela diz. “geralmente, meus pensamentos tendem a sair em pequenos pedaços que nem sempre estão conectados Se você ficar tempo o suficiente, vai descobrir a linha de pensamento. Mas vai demorar um pouquinho. É por isso que essas entrevistas nunca acabam bem pra mim”.

É por isso que ela tem sido bombardeada por alguns repórteres e porque ela teve o que alguns consideraram como a mais desastrosa entrevista com David Letterman para Twilight.

Ela tem a reputação de ser caprichosa, ou um pouco misteriosa. Mas depois de quase duas horas, ela revela um tipo de insegurança. Ela tenta dizer algo, acha que está saindo errado, para e começa de novo, então finalmente se frustra – e desiste.

Outra coisa que a faz parar no meio da sentença: garotas adolescentes. Um grupo entra no restaurante e Stewart se cala abruptamente até que elas passem. Ela se desculpa, um pouco embaraçada, e sussurra: “Se esse tipo de garotas me visse falando sobre Twilight, você não entende. Se eu dissesse ‘Jacob’ muito alto, elas ficariam tipo-”. Ela arregala os olhos e faz garras com as mãos.

“Mais de três garotas dessa idade – corra”, ela diz, rindo enquanto a ameaça acomoda-se a certa distância. “Garotas são assustadoras. Grupos grandes de garotas me assustam muito.”

Ela diz que Pattinson recebe o pior. “Elas o cobiçam. Eu acho que metade delas tem tanta inveja que me odeiam”, ela brinca.

Não ajuda que muitas Twilighters querem que ela e Pattinson sejam um casal na vida real. Ela, na verdade, namora Michael Angarano, 21, com quem co-estrelou o drama Speak.

“Não torna meu relacionamento mais difícil. Não é como ‘Talvez eu devesse estar com Pattinson para fazê-las felizes e eu serei mais popular! ’” Stewart ri, adicionando que seu namorado de verdade “um cara nem um pouco ameaçado. Mas, cara, é um saco”.

Por que a adoração?

Mas, Stewart é sobretudo grata por Twilight – embora ela não pense que tenha feito algo especial.

“Eu tenho orgulho de Twilight. Acho que é um bom filme. Foi difícil de fazer e eu acho que ficou muito bom. Mas não tomo muito crédito por isso. Então quando você aparece nesses lugares, e há literalmente milhares de garotas e todas elas gritam seu nome, você pensa, por quê? Você não acha que merece.”

Uma pessoa que acha que Stewart contribuiu muito para Bella em Twilight é a autora Stephenie Meyer. A personagem é considerada por alguns como demasiado passiva, deixando seu amante vampiro tomar o controle, mas Meyer diz que Stewart, atualmente gravando a sequência New Moon, dá à personagem uma força interior enorme.

“Kristen faz a versão de Bella que é muito forte. E você pode ver que o que ela está fazendo é maturidade ponderada,” diz Meyer. “De diversas formas, ela é meio impetuosa, mas você sente que ela é muito adulta no que faz. Ela aparece como essa garota muito séria que acaba por saber o que quer”.

Isso também descreve Stewart enquanto ela navega em seu caminho para a vida adulta, nas telas e fora delas. E ela não consegue esconder nada disso.

universetwilight

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: