A Diretora de “The Cake Eaters” fala sobre Kristen Stewart

13 de março de 2009

https://i2.wp.com/cache.daylife.com/imageserve/00r72MugVDb2V/340x.jpg

MoviesOnline teve um encontro com a cineasta Mary Stuart Masterson na conferência de impressa em Los Angeles de seu novo filme, “The Cake Eaters”, estrelando Kristen Stewart (Crepúsculo).

Kristen faz uma atuação fantástica como Georgia Kaminski, uma adolescente com uma doença terminal que quer experimentar o amor antes que seja tarde demais. Daqui à duas semanas, Kristen estará filmando “Lua Nova”, a inspiradíssima continuação de Crepúsculo, um dos filmes mais bem sucedidos de 2008 com mais de 300 milhoes em bilheteria no mundo todo. Nós perguntamos à Mary Stuart sobre como foi dirigir a adorável e talentosa Kristen em “The Cake Eaters” e aqui está o que ela nos disse:

Q: Você pode nos falar sobre a escalação de Kristen Stewart e como isso aconteceu?

Mary: Kristen foi alguém que Jayce (Bartok) e eu estávamos interessadas desde o inicio. Eu voei até aqui e encontrei com ela por volta de 4 meses antes do inicio das gravações e fiquei imediatamente impressionada com o quanto ela é inteligente e também com o quando ela se conhece. Ela é muito “pé no chão” e tem o tipo de ferocidade e força perfeita para Gerogia, e ainda o corpo delicado era necessário para o papel. Eu a conheci e soube no mesmo momento. Foi assim que aconteceu. Ela disse sim, o que foi ótimo. Ela adorou o personagem.

Q: O interesse em escolher esse filme para distribuição repentinamente aumentou quando Kristen foi escalada para “Crepúsculo”?

Mary: Sim, definitivamente, absolutamente, sem nenhuma duvida. Eu não sei se foi 100% mas certamente ajudou muito porque agora ela tem uma grande base de fãs.

Q: Qual foi o tipo de trabalho que ela fez com a personagem como você a dirigiu?

Mary: Ainda bem que nos conhecemos meses antes. Jayce conheceu alguns pessoas da curefa.org, que é uma otima organização que desenvolve pesquisas e arrecadas fundos para o tratamento da Síndrome de Friedrich. lá existe essa cultura de pessoas que estavam dispostas à falar e eu entrevistei Mary Caruso e Sam e Alez Bode, suas dias filhas, ambas com Sindrome de Friedrich, na casa delas. Nós fizemos longas entrevistas e eu as mandei para Kristen que estava por aí. Eu estava em Nova York. Ela usou as entrevistas como material de estudo. E aí eu a apresentei para alguém do mesmo website para que ela pudesse passar um tempo com essa pessoa. Mas essas pessoas estavam com a doença mais desenvolvida. Elas estavam todas em cadeiras de rodas, e esse homem, Paul Conance, que era uma das pessoas que conhecemos no Cure FA, trouxe vídeos de pessoas, na conferencia da FA, que mal podiam falar, até pessoas que nem conseguiam beber um copo de água. Isso foi muito, muito útil.

Mas aí, quando chegou a hora de aplicar tudo isso, Kristen disse “Eu nunca fiz isso antes, esse tipo de técnica de trabalho”, e nós superamos. Meu instinto me dizia que ela tinha tudo que era necessário para fazer o papel e isso é o que importava. Eu sabia que era certo e que ela estava nisso de cabeça quando eu ia checa-la periodicamente e dizia:”Como está indo as coisas? Como vai a voz, o andar, isso e aquilo?” e ela dizia: “Eu estou começando a enlouquecer,”Então eu dizia: “Ótimo, ótimo. Você está em boa forma.” Eu só achava que se ela estivesse lá emocionalmente e se ela acreditasse em si mesma e sentisse esse tipo de responsabilidade que você sente quando interpreta alguém cm uma doença de verdade, que mesmo se não parece ou soa igual, mesmo assim seria bom para o filme, e aí aconteceu que tudo ficou maravilhoso. Quer dizer, cada tomada que eu fazia, alguém dizia? “Onde você achou essa garota com essa doença?”, até Crepúsculo, aí eles souberam que ela era uma atriz. (risos) Então sim foi incrível. Ele fez um lindo trabalho.

Q: Você costumava atuar quando criança e cresceu com papeis adultos, e ela teve uma experiência similar. Vocês conversaram sobre essas transformação?

Mary: Nós não necessariamente conversamos muito sobre isso, mas eu acho que ouve sim um entendimento entre nós duas por causa disso, porque eu entendo a experiência dela. Mas naquele tempo, todas essas coisas malucas ainda não tinham acontecido. Ela era uma atríz que começou muito cedo como eu, então nós tínhamos isso em comum. Eu acho ela uma pessoa forte, amável e inteligente, que vai escolher papeis com cuidado e vai se sair muito bem por muitos e muitos anos. Em termos da transição para o mundo adulto, Deus ajude qualquer um que esteja tentando fazer isso. É algo muito difícil de se fazer. Então eu não sei como alguém consegue.

Esse é uma espécie de uma pensamento desarticulado, mas ouve um momento em que estávamos filmando uma cena com a Kristen e com Elizabeth Ashley no carro e nós paramos e saímos do trailer, e estamos apenas nós três lá paradas. Foi esse momento de, você sabe, estava Kristen, eu, e Elizabeth, eu senti um.. foi como um momento espiritual estranho. Eu nem consigo me articular, mas foi como ” Oh, wow, essa é a vida de uma atríz. Isso é exatamente como “A Essência do Homem” de Darwin. (risos) Foi muito legal e não havia nada necessariamente sendo dito como um conselho, ou um aprendizado, mas nós estavamos realmente absorvendo as experiências e o talento uma da outra. Foi uma espécie de um momento privilegiado.

Certifique-se de ver mais tarde nessa semana nossa entrevista completa com a diretora Mary Stuart Masterson e com a roteirista Jayce Bartok, enquanto nós te damos a completa cobertura de Kristen Stewart e de seu mais novo filme, “The Cake Eaters”, que estreia nos cinemas no dia 13 de Março.
Traduzido pela equipe do site Twilight Team, não reproduza sem os devidos créditos!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: